Suplementação de Manganês Biocell

Benefícios da Suplementação de Manganês:

O Manganês  é cofator de inúmeras enzimas , que atuam na síntese de colágeno, mucopolissacarídeos, colesterol e ácidos graxos. O mesmo constitui a manganês superóxido dismutase(SOD), que é a principal enzima antioxidante que neutraliza os efeitos tóxicos de espécies reativas de oxigênio.  O mineral é necessário também para o crescimento normal dos ossos,  para o metabolismo de aminoácidos e, indiretamente, para o metabolismo dos carboidratos, pois o mesmo estimula a quinase, que age nos receptores de insulina.  Além disso, o Manganês é capaz de reduzir a liberação de histamina, que é diretamente relacionada a processos alérgicos, pois o nutriente evita a desgranulação dos mastócitos.

 

Sintomas da Deficiência de Manganês:

Anomalias esqueléticas

Perda de coordenação muscular

Torções articulares

Lesões e ligamentos frágeis

Dermatite

Convulsões

Resistência periférica à insulina

Redução de hormônios sexuais

Processos alérgicos

Despigmentação capilar precoce

 

Aplicações Clínicas da Suplementação de Manganês (Orientada por médico ou nutricionista):

Gestação

Epilepsia

Diabetes mellitus

Baixa taxa de hormônios sexuais

Osteoporose

Processos alérgicos em geral

Urticária e pruridos

Eczema atópico

Edema de Quinke

Conjuntivite alérgica

Rinite alérgica

Bronquite alérgica

Coriza espasmódica

Alergias alimentares

Síndrome hiper-reativa

Polimenorréia

Algias (dores) difusas migratórias sem lesões ou deformações articulares

Despigmentação capilar

Câncer (SOD exerce efeito protetor contra o dano oxidativo e modula a eficácia de drogar quimioterápicas)

 

Referência bibliográfica:

Paschoal, V.; Marques, N.; Cant’Anna, V. Nutrição Cínica Funcional: Suplementação. São Paulo: Valéria Paschoal Editora Ltda, v. 1, 2015.

Padrazzi, Pierre. l’ Oligotherapie Reactionnelle. Ed. Similia.

Ménétriér, Jean.  A medicina das funções. Ed. Organon.

 

MANGANÊS

 

3 thoughts on “Suplementação de Manganês Biocell

    • Biocell Brasil says:

      Bom dia Lucas
      Não há malefícios em doses mais altas (acima de 35 gotas/dia), mas recomendamos no máximo 3 doses (105 gotas/dia) considerando que parte na Ingestão Diária Recomendada do nutriente (IDR) já ocorra via alimentação, mesmo que a IDR máxima seja equivalente a 4 doses (140 gotas/dia). Como o nutriente está na forma ionizada a excreção não depende de metabolização, então o excesso será eliminado sem prejuízo ao organismo. Entretanto, vale ressaltar que o veiculo é uma solução que possui glicerina e se ultrapassar as doses recomendadas pode ocorrer um desconforto intestinal, por isso a importância de fracionar em doses de 35 gotas (2 ml) ao longo do dia. De um modo geral 1 dose de 35 gotas ao dia é suficiente para alcance dos resultados. Doses maiores são recomendadas por profissionais da saúde em casos agudos graves como uma dose de ataque por tempo determinado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *